18/10/2019

Douro ou Duero, o rio que cruza famosas regiões vinícolas da Península Ibérica

No lado português, ele se chama Douro, e na parte espanhola, Duero. O famoso rio cruza duas das mais importantes regiões vinícolas da Península Ibérica: a região de Ribera Del Duero, na província de Castilla e Leon, na Espanha, e do Douro, no norte de Portugal.

A história começa na Espanha

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Booking.com

A nascente do rio é na Espanha, na província de Sória, nos picos da Sierra de Urbión, a 2.080 metros de altitude. Ele cruza as cidades de Penafiel, Valladolid, Aranda Del Duero, na Espanha, e atravessa o norte de Portugal, passando pelas cidades de Miranda do Douro, Vila Nova de Foz Côa, São João da Pesqueira, Lamego, Peso da Régua, Vila Nova de Gaia e Porto.

Com 927 km de comprimento, é o terceiro rio mais extenso da Península Ibérica. Sua foz é no Atlântico, próximo às cidades do Porto e Vila Nova de Gaia.

A Ribera del Duero é uma das regiões vinícolas mais importantes da Espanha. A região é produtora de alguns dos melhores vinhos espanhóis como o Vega Sicília Único, o raro Pingus e Domínio de Ataulta. Além desses, há outros grandes produtores como Protos, Pesquera De Duero, Arzuaga e Alión.

Valladolid é a maior cidade da região e tem forte influência árabe. Ela conserva um interessante centro histórico, marcada pela arquitetura renascentista composta por palácios, casas, igrejas. Destaque para a Catedral e a Plaza Mayor, do século XVI. Na cidade você também pode visitar a Casa de Cervantes, onde viveu Miguel de Cervantes, autor de D. Quixote.

Em Penafiel, em uma colina, localiza-se o famoso Castillo de Penafiel, que foi declarado Monumento Nacional em 1917. Ele abriga o Museo Provincial del Vino, que oferece informações sobre a produção de vinhos e de como apreciá-lo.

Não deixe de saborear o lechazo (cordeiro) feito nos restaurantes identificados como ‘asador oficial’, a principal referência da culinária local, acompanhado dos potentes vinhos da região.

A Ribera del Duero fica cerca de 200km de Madrid.

Rio Duero, na parte espanhola.

 

O castelo de Penafiel, na Ribera del Duero.

Penaranda del Duero

Penaranda del Duero, outra charmosa cidade da Ribera.

 

A beleza do Douro

A parte mais bonita do rio é a que cruza Portugal. Tanto que a Unesco classificou o Alto Douro como Patrimônio da Humanidade por conta da beleza das suas paisagens naturais. O rio corta o vale cercado por encostas íngremes, onde despontam as famosas quintas produtoras dos tradicionais vinhos da região. Nas rochas de xisto e granito, os vinhedos  criam, com sua simetria e colorido, uma paisagem de tirar o fôlego. Tanto do vale, acompanhando o percurso do rio, quanto de cima, do alto das colinas, as vistas são belíssimas.

A estrada que liga o Alto Douro Vinhateiro à Peso da Régua é uma das mais bonitas rotas rodoviárias do mundo. O trecho que mais impressiona é o que liga Mesão Frio a Pinhão. A via passa por entre vinhedos, acompanhando o percurso do rio Douro.

O rio Douro cercado por vinhedos.

As quintas dos Douro.

Lamego, cidade da região do Douro.

 

Distâncias

De Lisboa até a cidade do Porto são 312km pela autoestrada. Para consultas mais detalhadas sobre trechos rodoviários acesse www.viamichelin.com, onde constam detalhes de percursos e custo com pedágios. Do Porto até a região do Alto Douro a média é de duas horas de estrada, dependendo da cidade escolhida.

Vai viajar?

Reserve seu hotel agora no booking.com. Em alguns casos, a sua reserva pode ser cancelável (Confira as regras) - CLIQUE AQUI

Aluguel de carros no Brasil e no exterior - CLIQUE AQUI

Passagens aéreas e pacotes para sua viagem - CLIQUE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *