Alentejo: Vinhos, história e muito mais em cenários deslumbrantes

Monsaraz, uma das vilas mais antigas de Portugal. Foto: Turismo do Alentejo/Divulgação

Belas planícies, vilas históricas, praias, gastronomia de primeira e vinhos de alta qualidade fazem do Alentejo uma região imperdível para quem visita Portugal.

Melhor ainda é que tudo isso está a cerca de 100 quilômetros da capital, Lisboa, embora um bate-volta não seja aconselhável. Afinal, o Alentejo é ideal para um roteiro de carro, que vai revelando todos os segredos dessa região que é a maior de Portugal.

Por conta do seu tamanho, tem roteiro para todos os gostos. O litoral alentejano mostra que a beleza da região vai além de suas planícies e vinhedos. Tem belas praias, como a de Tróia Galé ou a de Carvalhal. Na área central, a região tem um charmoso ar rural, com suas Quintas e seus olivais, vinhedos e trigais. Nas estradas, dominam os sobreiros, árvore que fornece a cortiça para as garrafas de vinho, e os vinhedos, claro. Os vinhos, aliás, são um capítulo à parte. A região produz alguns dos mais famosos rótulos de Portugal, como o Pêra Manca, a maior estrela alentejana, o Ferreirinha e o Esporão, entre outros.

Para acompanhar os bons vinhos, o Alentejo oferece uma rica culinária, com destaque para a carne de porco preto à alentejana, marinada no vinho e servida com amêijoas, espécie de marisco; as deliciosas açordas, um tipo de ‘sopa’, e pratos à base de caça e de cordeiro. É o paraíso das “Tasquinhas”, restaurantes com poucas mesas e geralmente tocados por um casal proprietário, onde um cozinha e o outro serve delícias regionais.

 

Évora

Imperdível para quem vai para o Alentejo é uma visita a Évora, cidade com um rico e variado conjunto histórico. Isso lhe rendeu a classificação de Patrimônio Cultural da Humanidade desde 1986. Está a 134 quilômetros de Lisboa, em pleno coração do Alentejo.

Fundada pelos romanos, Évora teve um importante papel na história de Portugal, particularmente no período das descobertas marítimas, quando vários reis fixaram a sua corte na cidade.

As ruas medievais, com suas casas pintadas de branco e cheias de detalhes em azul e amarelo, têm belas construções, como palácios, igrejas e mosteiros.

Évora é Patrimônio da Humanidade desde 1986. Foto: Amazonas e Mais

Evoramonte

Evoramonte é uma pequena vila do distrito de Estremoz , que remete aos tempos medievais. Com paisagens impressionantes, esbanja charme e história.

É dividida em zona baixa, onde vive a maioria de seus habitantes, e a vila medieval, localizada no alto de uma colina de 400 metros de altitude. A parte antiga é rodeada por muralhas, tem uma fortificação militar de encher os olhos.

A beleza que circunda Evoramonte. Foto: Turismo do Alentejo/Divulgação

 

Estremoz

Estremoz encanta com seus grandiosos muros e portais. É dividida na área do quartel, a mais antiga, onde fica o castelo, hoje uma luxuosa pousada; e a cidade mais moderna, construída entre os séculos XVII e XVIII. Fora dos muros, a praça central é o Rossio Marquês de Pombal, que abriga uma feira famosa aos sábados.

Nos arredores, domina a exploração do mármore branco, que é usado em várias construções da cidade.

O Castelo de Estremoz, hoje uma pousada. Foto: Turismo do Alentejo/Divulgação

 

Monsaraz

Considerada uma das mais antigas vilas de Portugal, Monsaraz conseguiu se manter preservada ao longo dos séculos. Um passeio na cidade é uma viagem no tempo, com destaque para o Castelo e a Torre de Menagem medievais, o edifício dos Antigos Paços da Audiência e a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Lagoa.

Localizada no alto de uma colina, oferece uma bela vista dos campos do Alentejo. Fica a 55km de Évora e a 188km de Lisboa.

Monsaraz conseguiu se manter preservada ao longo de séculos. Foto: Amazonas e Mais

 

Marvão

Situada no ponto mais alto da Serra de São Mamede, Marvão é uma das mais charmosas vilas alentejanas.  No interior de suas muralhas de pedras, é possível notar a arquitetura típica do Alentejo, com arcos góticos,  varandas de ferro forjado e muito granito. Já do lado de fora, aprecie a vista deslumbrante dos campos verde e dourado. Não deixe de visitar a Igreja de Santa Maria, a Igreja de Santiago, a Capela Renascentista do Espírito Santo e o Convento de Nossa Senhora da Estrela.

Marvão, a charmosa vila alentejana. Foto: Victor Carvalho/Turismo do Alentejo

 

Onde comer:

Consulte dicas de restaurantes no link:

Sabores de Portugal, um passeio gastronômico por terras lusitanas

 

Onde ficar:

Em Évora:

Pousada dos Lóios

Faz parte do grupo Pousadas de Portugal e ocupa um antigo convento, em frente às ruínas do Templo de Diana.

Albergaria do Calvário

Hotel charmoso e bem localizado, situado em um moinho de azeite de oliva do século 16, no começo da rua principal.

Ibis Hotel

Fica fora das muralhas, mas tem uma boa localização.

Convento do Espinheiro

Fica a 2km das muralhas de Évora.

 

Em Estremoz:

Pateo dos Solares Charm Hotel

Romântico hotel no Centro de Estremoz, com jardim e piscina.

 

Pousada Castelo de Estremoz

O hotel ocupa um castelo que foi construído para a Rainha Santa Isabel no século XIII. Tem bela vista da cidade e da planície alentejana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *