28/09/2020

O que fazer em Salta, ‘La Linda’ do noroeste da Argentina

A Catedral de Salta, na Argentina

A Catedral de Salta, uma das atrações da cidade. Fotos: Amazonas e Mais.

Com seu casario colonial e belas igrejas, Salta faz jus ao apelido de La Linda. Localizada a 1.600km de Buenos Aires, é capital da província de Salta, no noroeste argentino.

Fundada em 1582, é conhecida pela arquitetura colonial espanhola e herança andina. Os saltenhos, aliás, não escondem o orgulho da cultura local e do rico patrimônio histórico.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Booking.com

O centro social da cidade é a Plaza 9 de Julio, uma elegante praça rodeada de cafés e belos monumentos. Ao seu redor fica localizada a Catedral de Salta, igreja com fachada cor de rosa em estilo neoclássico, construída no mesmo local da primeira catedral da cidade, destruída por um terremoto. É aqui também que fica El Cabildo, a câmara municipal do século 18 que hoje abriga o Museu Histórico do Norte e o Museu Colonial e das Belas Artes.

Também ao redor da praça está o imperdível Museu de Arqueologia de Alta Montanha (MAAM), que conta a história da cultura inca, tem artefatos milenares e o mais procurado: Los Niños del Llullaillaco, os corpos de três crianças incas que morreram há cerca de 500 anos como oferendas para os deuses. Elas foram encontradas a 6.739m de altitude, perto do topo do vulcão Llullaillaco, o sítio arqueológico mais alto do mundo. As condições climáticas da montanha fizeram com que os corpos fossem encontrados, séculos depois, excepcionalmente bem preservados. Constituem uma das maiores descobertas arqueológicas dos últimos tempos. Os corpos são mantidos por um sistema de criopreservação e expostos em revezamento, um por vez.

A uma quadra da Plaza 9 de Julio fica outro cartão postal da cidade, a bela Igreja de São Francisco. Os detalhes de sua fachada colorida merecem ser observados de dia e, à noite, o destaque é para a iluminação noturna do monumento. Aliás, aqui vale um parêntese: Salta é linda à noite, com vários monumentos iluminados.

Entre os prédios mais antigos da cidade está o Convento de São Bernardo, que não permite visitação. O Cerro de São Bernardo é outro atrativo, fica a 1km da praça principal e pode ser acessado por teleférico ou subindo os degraus.

O belo casario antigo de Salta. Fotos:

Monumento no centro da Plaza 9 de Julio.

El Cabildo, a câmara municipal do século 18 .

Prédios de arquitetura colonial ao redor da praça 9 de Julio.

Exposição que explica como funciona o sistema de criopreservação dos Niños del Llullaillaco.

Igreja de São Francisco, em Salta

Igreja de São Francisco com a iluminação noturna.

 

Tren a las Nubes

Em Salta, aproveite e faça a viagem do Tren a las Nubes (trem para as nuvens), um trem de passageiros que faz um percurso de mais de 200km, ziguezagueando por entre montanhas coloridas, pontes e túneis. O ponto alto da viagem é o Viaducto La Polvorilla, com 224m de comprimento, 64m de altura e a 4.200 metros de altitude. As excursões ônibus+trem+ônibus podem ser contratadas em Salta. Também é possível ir de carro até San Antonio de los Cobres, de onde parte o trem.

 

Salta e os arredores

Nos arredores de Salta há muitas belezas que valem ser exploradas: a região de Jujuy com vilarejos perdidos no tempo, como Tílcara e Purmamarca, e as montanhas coloridas da Quebrada de Humahuaca; o Paso del Obispo e o Vale Encantado; a Quebrada de Las Conchas e a Quebrada de Las Flechas; os vinhedos de Cafayate.

Antes das viagens, fique pelo menos dois dias na cidade para ir se adaptando à altitude. Não faça muito esforço físico e evite alimentos muito condimentados. Tome chá de coca ou mastigue a folha para evitar o mal de altitude, também conhecido como soroche, que se manifesta com enjoos, dor de cabeça e problemas intestinais.

Depois, é hora de pegar a estrada e aproveitar a viagem a Salta para explorar essa região exótica e singular. Você não vai se arrepender!

 

Veja mais fotos de Salta:

Catedral de Salta, na Argentina

Catedral de Salta, na Argentina

Catedral de Salta, na Argentina

Salta, no noroeste argentino

Salta, no noroeste argentino

 

Onde ficar

Como a cidade relativamente grande, o melhor lugar para se hospedar é no centro histórico, onde é possível visitar todos os pontos turísticos a pé. Há diversas opções de hospedagem: de hotéis cinco estrelas a apartamentos mobiliados. Aqui listamos alguns hotéis bem localizados:

Hotel del Antiguo Convento – hotel bem localizado, simples, que ocupa um prédio histórico no estilo colonial.

Alejandro 1º Hotel – Com piscina coberta e academia, oferece quartos elegantes com Wi-Fi gratuito em um edifício enorme com vista da Praça Belgrano. A 300 metros da praça principal de Salta.

Hotel Luxor Salta – Localizado a 150 metros da praça principal, o Hotel Luxor Salta oferece quartos confortáveis no centro de Salta.

Legado Mítico Salta Hotel Boutique – Mistura de design tradicional e contemporâneo, situado numa casa de 1930 no centro histórico de Salta.

Ferienhaus – Uma das opções mais baratas de Salta. Os quartos práticos possuem banheiros privativos ou compartilhados a apenas 100 m da praça principal de Salta.

Restaurante Terraza.

Cordeiro escondido pelas batatas chips na Dona Salta.

Humitas, feita com milho e carne.

Onde comer

A culinária saltenha é o forte do restaurante Dona Salta, próximo à praça principal e com ótimo custo-benefício. Não deixe de experimentar o cordeiro, as humitas e as empanadas saltenhas.

Outro restaurante que não decepciona é o Terraza, perfeito para se deliciar com as saborosas carnes argentinas.

Se você é apreciador de vinho, não deixe de experimentar os vinhos produzidos na região, como os das vinícolas Colomé e San Pedro de Yacochuya.

 

Leia também:

Vai viajar?

Reserve seu hotel agora no booking.com. Em alguns casos, a sua reserva pode ser cancelável (Confira as regras) - CLIQUE AQUI

Aluguel de carros no Brasil e no exterior - CLIQUE AQUI

Passagens aéreas e pacotes para sua viagem - CLIQUE AQUI

One thought on “O que fazer em Salta, ‘La Linda’ do noroeste da Argentina”

  1. Daniel Sales disse:

    Excelente destino. Uma visão diferente dos Portenhos, da Região metropolitana de Buenos Aires. Salta é bem distante da capital. É a versão cabocla da Argentina. Uma Boa opção de viagem.

    RESPOSTA
    Concordo. Foi uma região que me surpreendeu pela beleza e riqueza cultural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Booking.com