27/11/2020

Alentejo: os ingredientes que tornam a gastronomia uma experiência ímpar

Gastronomia no Alentejo

No Alentejo, o restaurante O Fialho já é um clássico. As entradinhas servidas no local. Foto: Turismo no Alentejo/Divulgação

O Alentejo, maior região de Portugal, conquista viajantes não só com suas paisagens incríveis, vinhos deliciosos e excelentes hotéis, mas também com sua saborosa gastronomia. Com uma herança milenar e combinações surpreendentes, os pratos alentejanos são uma boa mudança para quem está acostumado com o tradicional arroz e feijão brasileiro.

Isso acontece porque a culinária alentejana é intimamente ligada aos ingredientes que a natureza oferece. Enquanto no Brasil a carne de gado é a mais consumida, por exemplo, por lá a carne mais popular é a do porco alentejano, criado pelos produtores locais. Sua particularidade é que ele é alimentado com frutos de azinheiras, conhecidos como bolotas. Por isso, sua carne é comprovadamente mais saudável que a do porco tradicional, com menos gordura, calorias e colesterol, e possui um sabor incrível.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Booking.com

Além do porco, os alentejanos consomem muito as chamadas carnes de caça, como veado, lebre ou perdiz. Completando os pratos de carne estão os peixes e frutos do mar, mais populares no litoral da região.

Depois, há outros ingredientes que marcam os sabores do Alentejo, a começar pelo azeite de oliva. Existem inúmeros olivais espalhados pelo território alentejano, que produzem azeites de altíssima qualidade. Não é à toa que o olivoturismo é forte na região: viajantes podem visitar as propriedades produtoras, aprender sobre as oliveiras, a extração do azeite e seus tipos e até fazer degustações.

Para incrementar os pratos, os alentejanos apostam nos temperos que vêm da terra, como coentro, hortelã, hortelãzinho, orégano, louro, salsa e outras ervas aromáticas, complementadas com cebola e alho.

São esses ingredientes que dão origem a iguarias de dar água na boca, tais como a açorda alentejana, o ensopado de cordeiro, a sopa de cação, as empadas de galinha, as migas, o javali estufado e o lombo de porco.

Vale lembrar também os itens que tornam as refeições ainda melhores. Se no Brasil nunca pode faltar arroz e feijão, por exemplo, no Alentejo todas as refeições contam com o pão típico da região, rústico, caseiro e extremamente apetitoso, com casca grossa e miolo denso.

Por fim, há dois itens que não podem ficar de fora quando se fala de gastronomia do Alentejo: são os queijos e os embutidos produzidos por lá, perfeitos como aperitivos para saborear um bom vinho local. Os queijos mais conhecidos são o Serpa, o Nisa e o Évora, feitos com leite de ovelha, todos Denominação de Origem Protegida. Os embutidos, chamados de “enchidos” pelos alentejanos, também têm modo de preparo artesanal.

Sopa de Cação. Foto: Turismo no Alentejo/Divulgação

 

Restaurantes em Évora para experimentar a comida alentejano:

Restaurante O Fialho

Visitado por muitas celebridades e figuras políticas – entre as quais o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso,  o restaurante já é quase uma instituição nacional. Criado há mais de 50 anos, a comida é baseada em pratos regionais, principalmente caça. Ao sentar à mesa, o cliente já encontra vários tipos de entradas deliciosas, que ele não é obrigado a aceitar. Todos petiscos são cobrados, por isso, se não quiser, peça para retirar. Deve-se fazer reserva.

Fotos: Amazonas e Mais.

 

Tasquinha do Oliveira

O restaurante é pequenino, mas a regra é comer bem. Dona Carolina cuida da cozinha enquanto seu Manuel Oliveira serve os clientes. No cardápio o destaque é para a cozinha regional. Não deixe de saborear as pataniscas de bacalhau, de comer de joelhos. Se não quiser que a conta fique muito salgada, controle o que você quer consumir. Há muitas reclamações sobre a prática de ofertar pratos que não foram solicitados e a falta de preços. Fique atento: tudo será cobrado. Precisa fazer reserva.

Gastronomia no Alentejo

 

Botequim da Mouraria

O restaurante é pequeno e informal. Você é servido no balcão pelo dono do estabelecimento, o sr. Domingos, que serve especialidades do dia, sempre frescas e de qualidade. Uma peculiaridade do local é a coleção do proprietário de vinhos Pêra Manca, o melhor do Alentejo. Destaque para os bifes de Vitela e Javali, servidos com batatas e salada. As entradas também são deliciosas.

 

Luar de Janeiro

O restaurante existe há mais de 30 anos e é uma ‘jóia’ de família. A mãe, Dona Olívia, cuida da cozinha, enquanto pai e filho servem os clientes. O restaurante é simples, mas os pratos são saborosíssimos. A carne de porco à alentejana com amêijoas (espécie de molusco) é excelente.

Gastronomia no Alentejo

 

Dom Joaquim

O Dom Joaquim é um restaurante de comida tradicional alentejana, mas o chef procura inovar com os melhores ingredientes para criar sabores que ficam na memória.

Gastronomia no Alentejo

 

Leia também:

Vai viajar?

Reserve seu hotel agora no booking.com. Em alguns casos, a sua reserva pode ser cancelável (Confira as regras) - CLIQUE AQUI

Aluguel de carros no Brasil e no exterior - CLIQUE AQUI

Passagens aéreas e pacotes para sua viagem - CLIQUE AQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Booking.com