Roteiro pela Costa Amalfitana: romantismo e cenários cinematográficos

Positano, uma das belas cidades da Costa Amalfitana

Positano, uma das mais belas cidades da Costa Amalfitana. Fotos: AmazonaseMais

A Costa Amalfitana é um dos trechos litorâneos mais belos da Itália e está na lista dos melhores destinos românticos do mundo. As cidadezinhas idílicas ficam nas encostas, debruçadas sobre o azul turquesa do mar Tirreno; os restaurantes com vista para o mar criam um cenário cinematográfico; as flores e o artesanato local colorem as ruas estreitas das vilas e o cheiro do limão siciliano se espalha pelo ar. Cidades como Amalfi e Positano têm os nomes ligados ao turismo internacional e não podem ser esquecidas por quem gosta de viajar e apreciar a alta gastronomia.

A Costa Amalfitana já foi cenário de vários filmes, como “Only You”, com Marisa Tomei e Robert Downey Jr,  e “Sob o Sol da Toscana”, com Diane Lane. E também atraiu várias celebridades ao longo de décadas, como a atriz Greta Garbo, o pintor espanhol Pablo Picasso, o escritor americano John Steinbeck e o músico alemão Richard Wagner, entre outros. Em tempos mais antigos, conquistou até o imperador romano Tibério, que de tão apaixonado pelo local mudou-se para lá com toda a sua corte.

O espetáculo começa pela estrada. A partir de Sorrento, ela sobe as colinas e segue ao longo da costa, passando por túneis e mirantes. Como é muito estreita, sinuosa e de mão dupla, exige perícia e muita atenção do motorista. Em alguns trechos, de tão estreitos, só passa um carro e os ônibus precisam parar para manobrar.

O primeiro passo para o visitante é escolher o local que servirá de base na viagem. Várias cidadezinhas formam a Costa Amalfitana. As principais são Sorrento, Positano, Praiano, Amalfi, Ravello, Maiori, Minori, Vietri sur Mer e Salerno. Como as distâncias entre as vilas são pequenas, não vale a pena ficar trocando de hotel. Sorrento, e Amalfi são cidades maiores, com boa infraestrutura para quem não está de carro e quer conhecer as outras vilas da região. Positano é menor e mais charmosa.

O litoral recortado pelas falésias.

A estrada oferece belas paisagens, mas é sinuosa, de pista dupla e com túneis que cortam as montanhas debruçadas sobre o mar

Quem acha que já viu essa cena em algum filme está certo. O mar ao lado da montanha é o cenário perfeito para a aventura e o efeito plástico faz o delírio dos diretores.

E você vai cortando as montanhas, sempre com um belo visual ao redor.

Positano,  entre o céu e o mar

Depois de se deslumbrar com o percurso pela estrada da Costa Amalfitana, que oferece paisagens de encher os olhos, você se depara com Positano, uma cidade que parece ‘montada’ sobre um penhasco, entre céu e mar. É uma das mais bonitas da Costa Amalfitana e destino muito procurado por casais em lua-de-mel.

Com suas ruas estreitas e floridas, Positano é para ser conhecida a pé. Escolha sapatos confortáveis e perca-se nas subidas e descidas das ruelas e escadarias, que formam um labirinto de lojas, hotéis e restaurantes.

A cidade tem uma praia de pedrinhas escuras com pouca areia – lembrando pouco as praias brasileiras –, mas é banhada por um mar de um azul intenso. A infraestrutura é boa, com cadeiras, guarda-sóis e restaurantes.

Mirante que mostra a cidade de Sorrento, uma das maiores da Costa Amalfitana. Essa impressão de altura não tem nada de falsa

A beleza natural está sempre se impondo ao viajante

As pequenas e floridas ruelas de Positano, repletas de lojas de artesanato.

 

As atrações de Amalfi e Atrani

Entre Positano e Amalfi está o trecho mais bonito da Costa, com suas enseadas e prainhas escondidas e os paredões de pedra servindo de anteparo para o mar. Amalfi, que já foi uma das três grandes potências marítimas da Itália no século 11 – as outras duas foram Veneza e Gênova -, também é uma cidade muita visitada na região. É mais plana, mas mantém as ruelas estreitas.

Sua principal atração é a Piazza Duomo com sua bela catedral, chamada de Duomo di Sant’Andrea, construída no século 9, e ao lado, o Chiostro del Paradiso. Também é famoso o passeio a “Grotta Del Smeraldo”, uma gruta com água de um verde esmeralda, ` qual se tem acesso por barco.

Bem pertinho de Amalfi fica Atrani, outra pitoresca cidade da região. Suas duas belas igrejas ilustram muitos cartões postais da região.

As idílicas cidades próximas ao mar

 

As praias de Minori

As casas desafiam a gravidade, construídas na beira de precipícios.

 

Ravello e seus deslumbrantes jardins

Logo após Amalfi, empoleirada em uma encosta íngreme, a 350 metros de altura, fica outra cidade imperdível da Costa Amalfitana: Ravello. A subida de 17 km é por uma rua tão estreita que há controle de subida e descida de veículos.

Além da bela praça e das ruazinhas encantadoras, Ravello é conhecida pelos seus famosos jardins e pela vista panorâmica da costa. Na Villa Rufolo, que já hospedou imperadores, papas e artistas, é organizado o Festival de Música desde 1953, em homenagem a Wagner, que se inspirou nos jardins do local para um dos cenários de sua ópera Parsifal.

Já a Villa Cimbrone oferece vistas igualmente deslumbrantes de seus jardins, criados em 1905 pelo lorde inglês Grimthorpe. A atriz Greta Garbo foi um dos ilustres hóspedes que se encantou com as flores e árvores, cujo ponto alto é o Belvedere dell’Infinito, com seus bustos de pedra e vista espetacular.

De carro você pode conhecer as outras cidades que formam a Costa Amalfitana. Sorrento, também muito bonita, é a maior delas, com uma grande oferta de hotéis e restaurantes. Vietri Sul Mare é famosa por suas cerâmicas e pela vista da estrada costeira. Há também as vilas de Maiori, com sua prainha de areia, e Minori, com ruínas de uma aldeia romana do século 1 a.C. Salerno fica na outra extremidade e é um grande porto da região.

Na região, o gostoso mesmo é flanar pelas vilas, ir à praia para um mergulho e saborear os vinhos e os deliciosos pratos italianos à base de frutos do mar frescos. Tudo isso tendo como companhia o azul intenso do mar Tirreno, um braço do Mediterrâneo.

A Costa Amalfitana também é a porta de entrada para outra beleza da região, a ilha de Capri.

Depois de conhecer a região, a frase do escritor John Steinbeck sobre Positano pode ser estendida à Costa Amalfitana: “É um lugar de sonho que não é real quando você está lá e se torna atrativamente real depois de ter ido”.

Os jardins de Ravello, com vista maravilhosas da costa.

Serviços

Como chegar

De carro

De Roma a Sorrento são 264km; a Amalfi, 283km; e Positano, 273km. A média é quase 4 horas de carro, por conta da estrada, muito lenta a partir de Sorrento. Ver itinerário detalhado no site www.viamichelin.com. Uma boa opção para não ficar tanto tempo na estrada, saindo de Roma, é passar alguns dias em Nápoles, aproveitar para conhecer a cidade, distante 226 km de Roma (2h40 de carro). Não deixe de visitar Pompéia, famosa cidade destruída pelas lavas do Vesúvio.

De Nápoles para Pompéia são 27 km, média de 40 minutos de carro, e até Positano são 59km (1h50 de carro).

De trem

De Nápoles é possível pegar um trem da Cirvumvesuviana (www.vesuviana.it) para Sorrento ou um da Trenitalia (www.trenitalia.it) para Salerno. Para se mover entre os lugarejos da costa, utilize os ônibus da Sita (www.sitabus.it).

De avião

O aeroporto mais perto das cidades da Costa Amalfitana fica em Napóles, que recebe voos de várias companhias aéreas, incluindo a TAP, que sai de diversas cidades brasileiras com conexão em Lisboa.

 

Onde ficar

Para quem tem bastante “bala na agulha”, os hotéis tops da região são Il San Pietro, Le Sirenuse, Hotel La Grotta dei Fichi e Hotel Le Agavi, todos em Positano. Há também o Vila Cimbrone, em Ravello, para quem não se importa em ficar mais afastado.

Para os mais ‘modestos’, boas opções são o Vila Rosa, em Positano. Os mais econômicos, têm opções mais variadas em Sorrento e Amalfi. Consulte as opções de hotéis em sites como Booking.com e hoteis.com.

 

Onde comer

Se você gosta de alta gastronomia, uma boa opção é o restaurante Capo D’Orso, com uma vista maravilhosa das falésias. Localizado na estrada entre Positano e Amalfi, oferece pratos a la carte e menu degustação. Outra opção bem romântica é o restaurante Le Sirenuse, que fica no hotel do mesmo nome, em Positano, onde você pode tomar um brunch no fim da tarde vendo o por do sol ou jantar à luz de velas e ao som de violinos, num clima bem romântico.

De qualquer forma, o que não faltam são bons restaurantes nas cidades, onde os frutos do mar, fresquinhos, são o destaque.

Não deixe de experimentar o famoso licor feito com o limão siciliano, o Lemoncello, nem de experimentar pratos feitos com os tomates da região, que tem um sabor peculiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *