28/05/2024

Beaune, a encantadora capital dos vinhos da Borgonha

Beaune, a encantadora capital dos vinhos da Borgonha

Beaune é uma das cidades mais bonitas da Borgonha, região vinícola da França, e o Hôtel Dieu é sua principal atração. Fotos: Amazonas e Mais

Conhecida como a ‘capital dos vinhos da Borgonha’, Beaune é uma das cidades mais bonitas da região vinícola da França. A principal atração do seu centro antigo é o Hôtel Dieu – Hospices de Beaune, com seu teto multicolorido e arquitetura medieval.

Com pouco mais de 22 mil habitantes, Beaune fica localizada na Côte d’Or (Costa de Ouro), na região Bourgogne-Franche-Comté, próximo à fronteira com a Suíça.

Cercada por vinhedos e vinícolas, Beaune faz parte da rota dos Grands Crus e é uma excelente base para conhecer as vinícolas e os pequenos vilarejos da Borgonha. Ao sul, fica a região denominada ‘Côte de Beaune’, famosa por seus vinhos mais suaves produzidos em vilarejos como Pommard, Volney. Ao norte, a caminho de Dijon, é a ‘Côte de Nuits’, com seus vinhos mais estruturados e complexos.

Detalhe do telhado do Hôtel Dieu.

Centro histórico

O passeio por Beaune pode começar pela Place de la Halle, a principal da cidade, com muitas lojinhas, cafés e restaurantes. Nas quartas e sábados ocorre uma feirinha de produtos regionais.

A Place Carnot é a segunda mais importante da cidade, onde fica um carrossel e a loja famosa pelo ‘Pain d’Épice’, um bolo típico regional, a Mulot&Petitjean. Também não deixe de passear pela Rue Notre Dame e Place Marey. A Collégiale Notre-Dame, igreja romância do século 12 é outra atração da cidade.

No Hôtel Ducs de Bourgogne funciona o Museu do Vinho de Borgonha, que  revela a riqueza da região vitivinícola da Borgonha, classificada como Patrimônio Mundial da Unesco. Criado em 1946, foi o primeiro museu inteiramente dedicado à história da viticultura da Borgonha. O museu está aberto de 5 de abril a 5 de novembro, todos os dias, exceto terça-feira.

Beaune, a encantadora capital dos vinhos da Borgonha

A Place Carnot e seu carrossel.

Beaune, a encantadora capital dos vinhos da Borgonha

As ruazinhas de Beaune.

O Hôtel Dieu

A principal atração da cidade é, sem dúvidas, o Hôtel Dieu – Hospices de Beaune. A história do Hôtel Dieu data de 1443, quando o chanceler da Borgonha Nicolas Rolin e a sua esposa Guigone de Salins fundaram o hospital com o objetivo de prestar assistência aos desfavorecidos.

O período ainda era de grande agitação na França, com a Guerra dos Cem Anos e a peste negra que vitimou muitas pessoas. Nesse cenário, o hospital ficou conhecido como o ‘palácio dos pobres’ e ganhou fama não apenas entre os mais desamparados, mas também entre as famílias abastadas. Em 1457, o Hospices de Beaune recebeu sua primeira doação de uma plantação de videiras. Depois, outras famílias fizeram o mesmo e o vinho serviu para subsidiar a cura dos enfermos.

Por volta dos anos 1970, o hospital deixou de receber pacientes, que passaram a ser atendidos em um novo hospital, mais moderno. O Hôtel de Beaune, então, foi transformado em um museu aberto à visitação, mantido por uma fundação.

Ao comprar o ingresso você recebe um audioguide (tem em português de Portugal), que vai explicando todos os espaços do museu. Atrás da fachada austera, há um pátio de onde é possível admirar os telhados coloridos de telha vidrada e suas janelas de sótão e a beleza da arquitetura medieval em estilo gótico. O telhado tem um colorido único, característico dessa região da Borgonha.

A visita prossegue pelas antigas alas do hospital, com as camas dos doentes, cozinha, farmácia. Numa das alas fica o ‘Juízo Final’, obra apocalíptica de Rogier Van der Weyden, um dos grandes mestres da pintura flamenga

Os Hospices de Beaune também são famosos por sua propriedade vinícola, que inclui 85% de premier crus e grands crus. São cerca de 60 hectares, dos quais 50 são dedicados à Pinot Noir e o restante à Chardonnay. A área é confiada a 22 viticultores, responsáveis pela produção renomada que depois é vendida em leilão todos os anos no terceiro domingo de novembro. É a mais famosa venda de vinhos de beneficência do mundo e parte do valor arrecadado vai para a fundação.

Como chegar a Beaune

Beaune fica a 45 km de Dijon, 140 km de Lyon, 311km de Paris e 230km de Genebra. É possível pegar avião de Paris até Lyon (1hora de voo) e depois pegar carro ou trem; ir de trem (2h30) ou de ônibus até Dijon (4h30) e depois pegar trem ou carro até Beaune. De carro, a partir de Paris, a viagem dura, em média, 3h.

Quando ir

No verão, entre junho e agosto, as temperaturas médias ficam entre os 15º C e 28º C, podendo ultrapassar os 30º C. No inverno, de dezembro a fevereiro, vai de 1ºC até 7ºC. O período mais chuvoso é o mês de maio e o menos, março.

Onde ficar em Beaune

O hotel cinco estrelas Le Cep é conhecido como um dos melhores da cidade. Tem acomodações confortáveis e um restaurante premiado com estrela Michelin, o Loiseau des Vignes. Mais barato, o Hostellerie de Bretonnière é bem avaliado.

Veja mais fotos de Beaune:

 

Leia também:

Vai viajar?

Reserve seu hotel agora no booking.com. Em alguns casos, a sua reserva pode ser cancelável (Confira as regras) - CLIQUE AQUI

Aluguel de carros no Brasil e no exterior - CLIQUE AQUI

Passagens aéreas e pacotes para sua viagem - CLIQUE AQUI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *