23/05/2024

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

O Parque Memorial Quilombo dos Palmares reconstitui a história do maior, mais duradouro e mais organizado refúgio de negros escravizados das Américas. Fotos: Tereza Cidade

O Parque Memorial Quilombo dos Palmares mantém viva a história de luta dos negros por liberdade, justiça e igualdade. Único parque temático voltado à cultura afro-brasileira, fica localizado em um platô na Serra da Barriga, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1985. Fica próximo à cidade de União dos Palmares, a cerca de 80 quilômetros de Maceió.

Inaugurado em 2007, o Parque Memorial Quilombo dos Palmares reconstitui a história do maior, mais duradouro e mais organizado refúgio de negros escravizados das Américas. Nele, reinou Zumbi dos Palmares, o herói negro assassinado em 20 de novembro de 1695, data em que se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra.

Angola Janga foi o nome dado ao quilombo pelos palmarinos. Chegou a reunir cerca de 20 mil habitantes. Foram quase 100 anos de resistência até a madrugada de 6 de fevereiro de 1694, quando o lugar foi invadido por tropas portuguesas e milhares de negros foram dizimados.

Os historiadores fazem menção a dois grandes líderes do quilombo: Ganga Zumba e Zumbi. O primeiro morreu em condições misteriosas (supostamente por envenenamento) e acredita-se que foi líder de Palmares de 1645 a 1678. Zumbi foi eleito chefe do quilombo e permaneceu como tal de 1678 a 1695 – quando foi morto pelos portugueses em uma emboscada.

Início da estrada para a Serra da Barriga.

Como chegar

Para quem sai de Maceió, capital do estado de Alagoas, a melhor estratégia para chegar ao município de União dos Palmares é seguir pela BR 316 até o município de Satuba e, de lá, prosseguir pela BR 104. Ao todo, são 76,4 quilômetros de estrada, o que faz com que a viagem dure cerca de 1h20. Para quem chega de outros estados, o melhor trajeto é pela BR 104.

O Parque

O parque está situado no mesmo local do Quilombo dos Palmares. Foram reconstituídas, em tamanho natural, algumas das mais significativas edificações do Quilombo dos Palmares, todas com paredes de pau-a-pique e inscrições em banto e yorubá. Tem o Onjó de farinha (Casa de farinha), Onjó Cruzambê (Casa do Campo Santo), Oxile das ervas (Terreiro das ervas), Ocas indígenas e Muxima de Palmares (Coração de Palmares).

Também há pontos de áudio com música e textos em quatro idiomas (Português, Inglês, Espanhol e Italiano) que narram aspectos do cotidiano do Quilombo e da cultura negra. São os espaços Acotirene, Quilombo, Ganga-Zumba, Caá-Puêra, Zumbi e Aqualtune.

O parque oferece mirantes para as belas paisagens da Serra da Barriga. São as atalaias de Acaiene, Acaiuba, e Toculo. Completando o ciclo das edificações simbólicas, o restaurante Kúuku-Wáana (Banquete familiar), que oferece pratos da culinária afro-brasileira, e o Batucajé (palco de manifestações artístico-culturais).

Palco de um dos capítulos mais sangrentos da história do Brasil, quando milhares de negros foram dizimados por tropas portuguesas, hoje o local cercado pela natureza transmite uma sensação de paz. Em um dia de poucos visitantes, o silêncio só é quebrado pelo arrulho dos pássaros e o som do vento nas folhagens das árvores.

É essa sensação de paz que nos faz refletir, viajar no tempo e imaginar como milhares de negros, trazendo nas costas as marcas da brutalidade das senzalas, viviam nesse lugar, sonhando com a liberdade.

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

Parque memorial presta homenagem à personalidades afro-brasileiras.

Reconhecimento internacional

Hoje, a área do Quilombo dos Palmares ganhou reconhecimento internacional, sendo certificado como patrimônio cultural do Mercosul. Esse título só foi conferido até agora a dois bens no país: a Ponte Internacional Barão de Mauá, ligação entre as cidades de Jaguarão, no Brasil, e Rio Branco, no Uruguai; e a região das Missões, que abrange cinco países (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia).

 

Veja mais fotos do Parque Memorial Quilombo dos Palmares:

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

Fotos: Tereza Cidade

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

Quilombo dos Palmares: parque memorial em Alagoas mantém viva história de resistência dos negros

 

Serviço: Parque Memorial Quilombo dos Palmares

Endereço: Estrada do Matadouro, 15.025, União dos Palmares (AL)

Entrada: Gratuita

Horário de funcionamento: De segunda a sábado, das 8h às 17h.

Vai viajar?

Reserve seu hotel agora no booking.com. Em alguns casos, a sua reserva pode ser cancelável (Confira as regras) - CLIQUE AQUI

Aluguel de carros no Brasil e no exterior - CLIQUE AQUI

Passagens aéreas e pacotes para sua viagem - CLIQUE AQUI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *