Cartão postal da Suíça, Château de Chillon impressiona pela beleza e história

chateau de chillon

O Château de Chillon, monumento da Suíça, cercado pelo Lago Léman. Fotos: Tereza Cidade/Marcos Santos.

Construído sobre um rochedo, às margens do Lago Léman, o Château de Chillon é um dos castelos mais conhecidos e preservados da Europa e um dos monumentos mais visitados da Suíça. Localizado em Veytaux, a três quilômetros de Montreaux, o castelo foi visitado por personalidades como Goethe e Hemingway e enaltecido por escritores como Rousseau, Victor Hugo e Lord Byron.

chillon 20

Entrada do castelo, onde você compra os tickets de acesso.

chillon

O fosso do castelo, comum na Idade Média para garantir a segurança contra ataques.

chillon 00

Os jardins do Château.

chillon 18

O Lago Léman.

chillon 3

As janelas do castelo mostram a beleza do Lago Léman.

Tem uma longa história. Estudos arqueológicos apontam que ele foi ocupado desde a Idade do Bronze e que é resultado de muitos séculos de construções e restaurações. Foi construído no século XIII sobre fundações ainda mais antigas. Pertenceu à Casa de Saboia, depois ficou alguns séculos nas mãos dos bernenses, até passar a ser propriedade do Estado de Vaud. Essa fortaleza à beira do lago foi um ponto de proteção natural e estratégico para controlar a passagem entre o sul e o norte da Europa. Foi residência real, fortaleza militar e até prisão.

O mais famoso dos seus prisioneiros foi François Bonivard, um monge e político de Genebra, preso por incitar o povo a revoltar-se contra a Casa de Saboia. Ocupou os frios calabouços do castelo por quatro anos e sua história inspirou o poema “O prisioneiro de Chillon”, de Lord Byron, escrito em 1816.

chillon 15

Pátio interno.

chillon 2

Os subterrâneos do castelo, onde eram armazenados vinhos e outros materiais.

chillon 5

Os calabouços, em estilo gótico.

chillon 4

Local onde François Bonivard ficou acorrentado.

chillon 6

Placa que registra a visita de Lord Byron ao castelo.

chillon 9

A bela paisagem que cerca o castelo.

chillon 7

Vinhos produzidos em homenagem ao Chateau, que podem ser adquiridos no local.

A visita ao Château de Chillon é um mergulho na história. Hoje, as áreas mais visitadas do castelo são a famosa prisão de Bonivard, no subsolo, que lembra as catedrais góticas; a Camera Domini, sala com símbolos medievais; a capela com pinturas do século XIV; as salas com janelas voltadas para o lago Léman, e os pátios de entrada. Apresenta ainda coleção de mobiliário antigo e armas.

Do lado de fora do castelo, o visitante pode apreciar a beleza arquitetônica dessa construção e da área onde está localizada, cercada pelas águas do Lago Léman.

chillon 12

Há várias lareiras espalhadas por todos os ambientes do castelo.

chillon 11

Um dos quatros com o mobiliário da época.

chillon 14

Banheira e desenho de como os nobres tomavam banho na Idade Média.

chillon 1

Área interna do castelo.

chillon 10

Lareira

chillon 16

Fonte

chillon 22

O Chateau tem armas antigas, como esses canhões usados na defesa do castelo.

chillon 17

Armadura da Idade Média.

Como chegar:

De carro (estacionamento grátis na frente);

De trem, desce na estação local Veytaux-Chillon;

De barco: ponto do desembarque é a 100 metros do castelo;

De ônibus: parada na frente do castelo;

A pé: Montreaux está a 4km e Villeneuve, a 2km, caminhando na beira do lago Léman.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *