21/05/2024

Tchéquia ganha mais um novo Patrimônio da Unesco em 2023

 

Tchéquia ganha mais um novo Patrimônio da Unesco em 2023

A Tchéquia ganhou mais um patrimônio da Unesco: Zatec e região, conhecida pela produção de lúpulo. Fotos: Divulgação

A República Tcheca, ou Tchéquia, chega a 17 monumentos inscritos na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO. Agora é a vez de uma paisagem única e de uma planta especial que é o insumo para a produção de “ouro tcheco”. Zatec e região são as mais recentes adições à lista de patrimônio da Unesco.

O lúpulo, esta erva perene que as pessoas cultivam pelas suas flores amargas, é o “tempero mágico” do qual nenhuma cervejaria pode prescindir hoje em dia. E quando se fala em lúpulo, os cervejeiros de todo o mundo provavelmente pensam na variedade vermelha da mais alta qualidade, a Saaz, nativa da região que rodeia a cidade de Zatec, na fronteira entre o norte e o oeste da Boêmia. Você pode experimentar esta variedade não apenas na mundialmente famosa cerveja pilsner tcheca, mas também na stout irlandesa Guiness ou na belga Stella Artois.

O lúpulo nas proximidades de Zatec é cultivado há quase 700 anos e, durante todo esse tempo, graças a ele foi criada uma paisagem única adaptada ao seu cultivo. Lá nasceram variedades da mais alta qualidade e as pessoas ergueram cidades em torno do seu processamento. Tudo isso confere ao Zatec um caráter único.

Entre os monumentos que fazem parte do novo Patrimônio Mundial, foram incluídos não apenas o centro histórico de Zatec e o conjunto de monumentos historicamente associados ao cultivo, armazenamento e processamento do lúpulo, mas também os locais onde ele foi vendido e as quintas de lúpulo nas proximidades do rio Ohre, Trnovany com seus secadores de lúpulo preservados e também as fazendas de lúpulo perto da cidade de Stekník, onde você também pode encontrar um belo palácio puramente rococó com um jardim italiano em terraços, que cria uma composição única em uma paisagem repleta de campos de lúpulo.

O relógio astronômico “chmelovy orloj”, que é um mostrador de relógio com os doze signos do zodíaco e uma representação do ano do lúpulo.

Monumentos

Numa casa burguesa próxima à cervejaria Zatec fica o Museu da Cervejaria Zatec, que nos permite conhecer a história das cervejarias existentes e também das que não mais existem na região do lúpulo. Você pode conhecer o método de preparo em vários vídeos, mas a cerveja em si não está disponível no museu: para os interessados ​​existe um roteiro turístico que liga o museu à cervejaria, que inclui degustação.

 

Locais e monumentos interessantes, em cuja história o lúpulo desempenhou ou desempenha um papel importante, podem ser encontrados em toda Zatec. Entre eles está, por exemplo, o Templo do Lúpulo e da Cerveja, um centro educativo e de entretenimento, que apresenta as tradições da mundialmente famosa região do lúpulo. Quem quiser ver a cidade de cima pode subir ao Farol Lúpulo, “Chmelovy majak”, uma torre de observação pouco convencional. Também vale a pena ver o relógio astronômico “chmelovy orloj”, que é um mostrador de relógio com os doze signos do zodíaco e uma representação do ano do lúpulo. E, claro, a original fábrica de malte renascentista com a sua exposição e galeria de produção de malte também merece uma visita. Por último mas não menos importante, também não deve perder uma visita ao Museu do Lúpulo, que se orgulha de ter a maior exposição de lúpulo no mundo.

A beleza da paisagem repleta de campos de lúpulo.

Vai viajar?

Reserve seu hotel agora no booking.com. Em alguns casos, a sua reserva pode ser cancelável (Confira as regras) - CLIQUE AQUI

Aluguel de carros no Brasil e no exterior - CLIQUE AQUI

Passagens aéreas e pacotes para sua viagem - CLIQUE AQUI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *