06/08/2020

Principais hotéis do AM registram cancelamento de 75% das reservas

Cancelamento de reservas de hotéis é de 75%

O prejuízo avaliado pelo Amazonas Cluster, no setor hoteleiro, é de R$ 19 milhões, entre janeiro a abril. Foto: Divulgação

O setor de turismo no Amazonas fechou em abril, continuará fechado em maio e avaliará se reabre a partir de junho. Pelo menos esta é a disposição dos 23 hotéis e pousadas associadas ao Amazonas Cluster de Turismo. O grupo registrou 75% de cancelamentos das reservas, em março, devido à pandemia de Covid-19. “A campanha ‘Não cancele, remarque’ não funcionou”, afirma o empresário Ricardo Daniel Pedroso, da Viverde Turismo.

O Amazonas Cluster é associação patronal, que atua nos setores de hotelaria urbana, hotelaria de selva, barco hotel e agência de viagem. Nomes como Mirante do Gavião e Anavilhanas Jungle Lodge, de Novo Airão, Cirandeira Bela, de Manacapuru, e Juma Amazon Lodge, do rio Juma, no Careiro Castanho, estão no grupo. Entre os urbanos figuram Casa Teatro, Villa Amazônia e Juma Ópera, que despontam como hotéis de charme em Manaus.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Booking.com

O faturamento bruto das 23 empresas do Cluster, em 2019, atingiu R$ 85.105.210. Foram recebidos por essas empresas, ano passado, 47.928 visitantes, 33% brasileiros e 67% estrangeiros.

Das empresas associadas, 70% fazem parte do Simples Nacional e todas fizeram investimentos em suas unidades, em 2019. É significativo que, no lugar de esperar pela burocracia oficial, 95% utilizaram capital próprio.

Cancelamento de reservas de hotéis é de 75%

Turismo no AM, como o do Juma Lodge, no rio Juma, Careiro Castanho, em plena ascensão e com investimentos privados, enfrenta crise da pandemia de Covid-19. Fotos: Divulgação

Queda vertical

O Cluster previa, inicialmente, que a pandemia de Covid-19 diminuiria o número de turistas, em 2020, em apenas 17%. “Essa estimativa inicial, se fosse feita hoje, não ficaria abaixo de 60%”, estima Ricardo.

O prejuízo avaliado pelo Amazonas Cluster, no setor, é de R$ 19 milhões, entre janeiro a abril.

“Em janeiro, poucas reservas canceladas, não chegou a 10%. Já fevereiro, os cancelamentos chegaram perto de 50%. Em março foram a 75%. Infelizmente, a campanha ‘Não cancele, remarque!’ teve baixa adesão”, lamenta o dirigente.

Ricardo avalia que, com otimismo, o mercado local e dos Estados vizinhos pode reaquecer no terceiro trimestre. A volta do mercado nacional ocorrerá no final do segundo semestre, ainda de forma tímida. E o mercado internacional somente retomará o ritmo em 2021, com alguma expressão. “Todos esses mercados dependem dos acontecimentos, imprevisíveis, dos próximos meses”, afirma.

O atrativo dos locais paradisíacos do Amazonas, como o hotel Amazonas Turtle Lodge (foto) é que alimenta o otimismo para a volta

 

Luta contra pandemia e confiança

O turista retornará mais cedo aos destinos que lutarem melhor contra a pandemia, além de enfrentarem os problemas cotidianos. “O turista viaja para onde sente confiança no regime político. Onde se garanta a segurança física. Onde o meio ambiente e a cultura são respeitados. Onde a diversidade é respeitada e, obviamente, possue o atrativo que lhe desperte o interesse em ‘viver a experiência’. Há muita que fazer para incentivar a retomada”, explica.

A luz do otimismo, porém, não apagou no setor. “Muitos dizem que nada será como antes. Talvez, mas uma coisa não muda: a busca do ser humano por conhecimento e sua curiosidade de viver uma experiência real. O turismo será o último a se recuperar, mas sem novas turbulências pela frente, tende a voltar mais forte”, prevê.

Os hoteis, como o Anavilhanas Jungle Lodge, oferecem experiências únicas aos turistas

Vai viajar?

Reserve seu hotel agora no booking.com. Em alguns casos, a sua reserva pode ser cancelável (Confira as regras) - CLIQUE AQUI

Aluguel de carros no Brasil e no exterior - CLIQUE AQUI

Passagens aéreas e pacotes para sua viagem - CLIQUE AQUI

One thought on “Principais hotéis do AM registram cancelamento de 75% das reservas”

  1. Raimundo Vieira disse:

    Queria o quê?….. difícil chegar a essa conclusão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *