16/08/2019

Festival Amazonas Jazz, em sua nona edição, traz percussionista Naná Vasconcelos

Plural e eclética com ênfase na sonoridade latina, mas sem deixar de lado a influência norte-americana, os ritmos do Norte do Brasil e até a música escandinava. Assim é a programação do 9º Festival Amazonas Jazz (FAJ), evento promovido pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, entre os dias 26 de junho a 1º de julho em Manaus (AM), e que, em 2014, tem como grande destaque o show do percussionista e multi-instrumentista pernambucano Naná Vasconcelos.

O percussionista Naná Vasconcelos fará show e ministrará palestra em Manaus.

Com duas atrações por noite, sempre a partir das 19h30 no Teatro Amazonas, cada espetáculo tem 90 minutos de duração em um total de dez shows além de sete oficinas, palestras e debates que compõe a programação acadêmica que começa às 10h no Centro Cultural Palácio Rio Negro (Centro).

A edição deste ano do Festival Amazonas Jazz também faz parte do projeto “Amazonas de Todas as Artes”, desenvolvido e realizado pela Secretaria de Cultura e que vai realizar 997 apresentações, shows, exposições e diversas atividades culturais durante o período da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014.

Programação

Mantendo a tradição das edições anteriores, a Amazonas Band, com regência do maestro e diretor artístico do evento, Rui Carvalho, abre o festival na quinta-feira, dia 26, recebendo como convidado o trompetista carioca radicado em Nova York (EUA), Cláudio Roditi e, na mesma noite, o colombiano Edmar Castañeda faz uma apresentação que entra para a história do festival como a primeira na qual o solista toca uma harpa.

O segundo dia de apresentações será aberto pelo Cordão de Marambaia, projeto formado por artistas e músicos nascidos ou radicados em Manaus (AM), voltado principalmente para a valorização dos ritmos regionais como o carimbó, marabaixo, tambor de Minas, xote, maracatu, baião, samba de roda, ciranda, capoeira, lundu, marambiré e o sairé. O jovem e talentoso baterista cubano Dafnis Prieto, a quem o jornal norte-americano The New York Times comparou a força de sua música com “um asteroide atingindo a terra” fecha a noite com a apresentação a partir das 21h.

No sábado, dia 28, o pianista argentino Diego Schissi sobe ao palco do Teatro Amazonas às 19h30 representando uma geração de músicos de seu País formada no jazz de vanguarda e que está fazendo releituras do tango. Em seguida é a vez de Débora e Dani Gurgel Quarteto apresentarem seu mais recente trabalho “Um”, com participações de Thiago Rabello (bateria) e Sidiel Vieira (baixo).

Naná Vasconcelos

Atendendo pedidos dos músicos e artistas locais, um dos mais celebrados e reconhecidos instrumentistas brasileiros, o saxofonista Leo Gandelman se apresenta no 9º Festival Amazonas Jazz no domingo, dia 29, seguido do show do trombonista, compositor e arranjador costarriquenho radicado em Nova York, Luiz Bonilla e seu versátil quinteto.

A noite de encerramento ficará a cargo dos shows do pianista e compositor sueco Bo Stenson e – o mais esperado de todo o festival – do percussionista Naná Vasconcelos que reedita no palco a inusitada parceria com o violoncelista Lui Coimbra na qual passeiam por diversas possibilidades de interpretação e nuances da diversidade das cores musicais brasileiras. Os ingressos (valor inteiro) para os espetáculos no Teatro Amazonas custam R$ 40 para plateia e frisas, R$ 30 no 1º pavimento, R$ 20 no segundo pavimento e R$ 10 no terceiro pavimento e estão disponíveis na bilheteria do teatro.

Oficinas e palestras

A programação acadêmica do Festival começa no dia 26, às 9h, com a palestra do trompetista Cláudio Roditi. O saxofonista Felipe Lamoglia (uma das atrações do festival em 2013), Dafnis Prieto, Diego Schissi, Bo Stenson e Naná Vasconcelos também realizam palestras e oficinas gratuitas e abertas ao público até o dia 30 de junho.

No dia 1º de julho, o especialista em gravações de música erudita, orquestras, coros, música de câmara, música antiga, piano, música acústica, cantores, órgão, jazz, big bands entre outros gêneros, Clémento Zular, realiza oficina das 9h às 12h exclusiva para profissionais da área.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *