23/09/2019

Festival Amazonas de Ópera tem ‘Maria Stuarda’ e estreia de ‘Tosca’, no fim de semana

A ópera 'Tosca', de Puccini

‘Tosca’, de Puccini, estreia sábado, no Festival Amazonas de Ópera. Foto: Michael Dantas/SEC/Divulgação

O 22º Festival Amazonas de Ópera (FAO) oferece, neste fim de semana, uma programação variada, que inclui a reapresentação de “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti, na sexta-feira (10) e domingo (12), e a estreia de “Tosca”, de Giacomo Puccini, sábado (11).

A programação contará, ainda, com uma homenagem pelo Dia das Mães, no domingo (12). O Concerto do Dia das Mães será realizado no Teatro da Instalação, às 11h, com a Orquestra de Violões do Amazonas, direção musical e regência do maestro Davi Nunes.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Booking.com

No domingo, também às 11h, o projeto Ópera Mirim estará com o espetáculo “L’enfant et les Sortilèges” (“O Menino e os Sortilégios”), de Maurice Ravel, que será apresentado com marionetes, pelos artistas do Pequeno Teatro do Mundo. A apresentação será no hall do Teatro Amazonas.

O FAO é realizado pelo Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio master do Bradesco, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Cultura. A abertura foi no dia 26 de abril e o evento segue com apresentações de ópera, recitais e concertos até 30 de maio.

O secretário estadual de Cutura, Marcos Apolo Muniz, ressalta que o festival conta com uma programação diversificada, conseguindo, assim, ampliar o acesso ao público, que tem comparecido em massa, às apresentações.

 

Programação

A programação deste fim de semana abre com a apresentação de “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti, na sexta-feira (10), às 20h, no Teatro Amazonas. Com três horas de duração, “Maria Stuarda” é apresentada pela Amazonas Filarmônica, Coral do Amazonas e Núcleo de Teatro do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, com direção musical e regência do maestro Marcelo de Jesus.

Participam do espetáculo, que teve estreia nacional no FAO, no último domingo (05), os solistas Cristina Giannelli, Tatiana Carlos, Paulo Mandarino, Fred Oliveira, Pepes do Valle e Dhijana Nobre. O espetáculo conta a história de “Maria Stuarda”, rainha da Escócia que é obrigada a se refugiar na Inglaterra e acaba tornando-se prisioneira de sua prima, a rainha Elizabeth.

No sábado (11) tem a estreia de “Tosca”, de Giacomo Puccini. A apresentação será às 20h, no Teatro Amazonas. A montagem será encenada pelo Coral do Amazonas, Coral Infantil do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro e Amazonas Filarmônica, sob a regência de Luiz Fernando Malheiro.

No elenco, Daniella Carvalho, Fernando Portari, Rodrigo Esteves, Pepes do Valle, Alfonso Mujica, Wilken Silveira, Moisés Rodrigues e Roberto Paulo. O espetáculo tem duração de 3 horas, com dois intervalos de 20 minutos. A ópera é sobre a trágica história da célebre cantora Floria Tosca e seu amado, o pintor Mario Cavaradossi, que viviam na Roma de 1800, no fim do período dominado por Napoleão.

A programação do FAO no domingo (12) também será intensa. Às 11h tem dois eventos ocorrendo simultaneamente. No Teatro da Instalação tem a apresentação do Concerto do Dia das Mães e no hall do Teatro Amazonas tem o projeto Ópera Mirim, com “L’enfant et les Sortilèges”. À noite, às 19h, o público poderá conferir, mais uma vez, a apresentação de “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti.

 

Sobre o 22º FAO

Em 2019, o Festival Amazonas de Ópera (FAO) celebra o centenário de nascimento de Claudio Santoro, com a apresentação da ópera “Alma”, do compositor e maestro amazonense. Também estão na programação “Ernani”, de Giuseppe Verdi, já apresentado; “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti; “Tosca”, de Giacomo Puccini; e “Mater Dolorosa”, baseada na cantata “Stabat Mater Dolorosa”, de Giovanni Pergolesi.

Os ingressos para o FAO 2019 estão disponíveis na bilheteria do Teatro Amazonas e nositewww.bilheteriadigital.com/teatroamazonas, com valores que vão de R$ 2,50 a R$ 60.

A programação paralela conta com o Recital Bradesco, com canções compostas por Claudio Santoro; projeto “Ópera Mirim”; o encontro “Os Teatros de Ópera e a Economia Criativa na América Latina”, voltado para apresentar dados e casos de sucesso sobre a Indústria da Ópera na América Latina; concerto do Dia das Mães e Mulheres da Ópera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Booking.com