Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina, após trabalho de conscientização para pesca esportiva

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina, a 185 quilômetros de Manaus, pela BR-174 (Manaus-Boa Vista). O divertimento vale a pena

Reduto dos grandes tucunarés, o Amazonas tem atraído cada vez mais os amantes da pesca esportiva. Várias agências e hotéis organizam roteiros de pesca que, geralmente, demoram de três a sete dias. Mas se você não tem muito tempo disponível e quer experimentar o gostinho de pescar um tucunaré na Amazônia, uma boa opção é o Lago de Balbina.

A pesca no lago ocorre o ano todo, mas os melhores meses são agosto e setembro. Lá é muito difícil encontrar os grandes tucunarés, aqueles acima dos 8kg que fizeram a fama do Amazonas. Os maiores ficam em torno dos 4kg. Mas a atividade é constante, como o pescador esportivo gosta.

Também se pescam outros peixes, como aruanã, piranha, peixe cachorro, traíra etc.

Localizado no Município de Presidente Figueiredo, o acesso ao Lago de Balbina é pela BR-174, que liga Manaus até Boa Vista (RR). A outra opção é seguir até o KM-100, no entroncamento com a Estrada da Vila de Balbina, e seguir os 80 quilômetros da AM-240 (ramal da Morena) até perto da represa da hidrelétrica. A diferença é que seguindo em frente, até o KM-185, o pescador vai encontrar lugares, como o Paraíso da Pesca, mais próximos do ponto da pescaria.

A estrada está em boas condições e bem sinalizada. São 106 quilômetros até Figueiredo, onde você tem a opção de seguir em frente ou pegar a AM-240. Nos dois lugares você contrata bote com o piloto, na associação de pescadores ou em pousadas. Do ponto de partida, até a área de pesca, é mais de uma hora no barco, vindo da vila, ou pouco mais de 20 minutos, das pousadas.

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

A BR-174, que liga Manaus a Presidente Figueiredo. Fotos: Tereza Cidade

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

Vendo o nascer do sol a caminho do lago de Balbina.

Água, céu e mata, a combinação perfeita.

A névoa ainda domina alguns pontos do lago.

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

Os cardumes estão aí, entre essas pontas de capim e a galhada

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

A própria viagem entre pousada/ vila até o local da pesca já é um relax

Para quem quer um caminho mais rápido, uma boa opção é pernoitar na pousada Paraíso da Pesca. Localizada a 180km de Manaus, no Km 1060, em Presidente Figueiredo, a pousada está situada às margens do lago. Em menos de 20min de barco você já está na área de pesca.

A pousada é simples. Tem chalés com até três camas de solteiro, banheiro, frigobar e ar-condicionado (só que o hotel não tem gerador, portanto, quando falta energia, é ventilador mesmo). O café está incluso no pacote, mas as outras refeições são pagas à parte. Na área externa, piscina e playground.

Além de levar para pescar, a pousada tem uma estrutura com mesa e área para assar carne e peixe em uma das ilhas do lago. Lá, você pode assar o peixe que você pescou e descansar em uma das redes inclusas no pacote.

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

Entrada para o ramal que leva à pousada Paraíso da Pesca Esportiva.

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

A pousada oferece vários chalés.

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

As acomodações são simples.

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

A área de lazer tem piscina e playground.

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

Os barcos usados na pesca esportiva.

 

Pesca do tucunaré tem excelente opção no lago de Balbina

Detalhe da entrada da pousada.

 

Custo

A pesca de tucunaré inclui os gastos com aluguel de bote com piloto (um bom piloteiro sabe levar aos locais onde está dando peixe), combustível, óleo do motor e outras despesas, como alimentação e bebida, se você não levar a sua.

Na pousada Paraíso da Pesca, em agosto/2018, o aluguel de quarto para duas pessoas custou R$ 200, mais R$ 320 do barco, R$ 108 de combustível, R$ 60 de jantar para duas pessoas e R$ 30 de kit para almoço. Ou seja, é um preço salgado para iniciantes, que só fica mais em conta se você dividir com amigos. Os mais “calejados” sabem que essa é a média de pacotes assim.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *