De vila em vila na Alsácia, o charme francês com toque alemão

alsacia36

A igreja de St. Jacques le Majeur, em Hunawihr.

A França é um país de grande beleza, que oferece várias opções de roteiros turísticos. Mas você não vai se arrepender se decidir pela Alsácia, região marcada pela influência alemã, mas que reúne os ícones da cultura francesa: vinhos, gastronomia e monumentos históricos. A região é ideal para uma road trip, com vinhedos a perder de vista e vilas de contos de fadas.

Situada na fronteira com a Alemanha, cercada pelas montanhas de Vosges, a Alsácia teve uma história conturbada, marcada por guerras e conflitos. Foi, alternadamente, por várias vezes, território francês e alemão. A última retomada francesa ocorreu com o fim da 2ª Guerra Mundial, em 1945, com a derrota alemã. Por isso, as duas culturas estão muito presentes na vida dos moradores da região que falam tanto o francês quanto o alemão, além do alsaciano. Também se reflete na gastronomia e na arquitetura.

De Paris, é só pegar um TGV (trem de alta velocidade) até Estrasburgo, a capital da Alsácia. Sede do Parlamento europeu e primeira cidade francesa a ser considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, Estrasburgo consegue reunir o moderno e o antigo sem perder o charme. Dois ou três dias são suficientes para conhecer as principais atrações da cidade. A catedral, o bairro conhecido como Petit Venise e o passeio de barco pelos canais são imperdíveis.

Depois de curtir Estrasburgo, é hora de pegar o carro e ir descobrir os encantos de uma das regiões mais belas da França: a Rota dos Vinhos da Alsácia. O trecho é de aproximadamente 170km e vai de Marlenheim, nas proximidades de Estrasburgo, até a cidade de Thann, na fronteira suíça.

alsacia 3

Estradinhas cercadas por vinhedos compõem o cenário.

alsacia 2

O Château du Haut Koenigsbourg no alto da colina.

alsacia 1

Ribeauvillé, uma das cidades mais visitadas da Rota dos Vinhos da Alsácia.

colmar 2

As casas coloridas de Colmar.

Nesse percurso o que não faltam são motivos para parar. As cidades, conhecidas como “as aldeias floridas”, são tão perfeitinhas, com uma profusão de flores nas janelas e em canteiros, que mais parecem cenários do que cidades reais. O difícil mesmo vai ser escolher a mais bonita. Nessa rota, Colmar, Riquewhir, Obernai, Eguisheim e Ribeauvillé são imperdíveis.

Na região, a atração mais popular é o Château du Haut Koenigsbourg, que se impõe no alto de uma colina, pairando sobre os vinhedos. Mas há outras atrações como o espetáculo do voo das águias, no Castelo de Kintzheim, o Ecomuseu da Alsácia, em Ungersheim, e o Museu do Automóvel, em Mulhouse.

A região é muita visitada em dezembro porque as cidades são famosas por seus mercados de Natal, mas se você quer mesmo é desfrutar das belas paisagens, o ideal é ir entre maio e outubro, quando o clima é mais ameno.

Para percorrer a rota dos vinhos, o melhor é tomar uma cidade como base – Colmar é uma boa opção – e fazer bate-voltas para as outras vilas. Para montar seu roteiro, é só consultar o mapa abaixo. As distâncias entre as cidades não são grandes, sendo possível conhecer mais de uma por dia.

Alsacia rota dos vinhos

No percurso de carro, você vai encontrando pequenas vilas cercadas por vinhedos.

alsacia 17

A charmosa Riquewihr

alsacia 7

Cidades encantadoras para serem curtidas sem pressa.

alsacia 19

A beleza da arquitetura alemã.

tarte flambee

A tarte flambée feita com queijo Munster

Gastronomia e vinhos 

Viajar também é descobrir novos sabores e, nesse aspecto, a Alsácia é um prato cheio. Não deixe de experimentar a culinária regional que oferece a tarte flambée ou flammekueche, uma massa fininha crocante com recheio em cima, deliciosa! Há também o Spaetzle, uma pasta que serve de acompanhamento para receitas alsacianas.

A tradição da culinária alemã está presente em vários pratos como a baeckeofe, a base de carnes e legumes cozidos, o joelho de porco e o choucroute que podem por ser saboreados nas várias winstubs espalhadas pelas cidades.

De sobremesa ou para acompanhar um café ou chocolate, o Kougelhopf, um tipo de bolo de amêndoas, é bem típico.

Os vins d’Alsace, como são conhecidos, são principalmente brancos, a exceção do Pinot Noir. A região produz o vinho seco Riesling e o aromático Muscat Gewurztraminer. A Alsácia também é a maior produtora de cerveja da França, principalmente na região de Estrasburgo.

Como dá para perceber, a Alsácia reúne o que a França tem de melhor, mas com o diferencial da influência alemã, o que dá um toque mais que especial à região.

alsace- route vin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>